Produtores querem saber como ter eucaliptais mais produtivos

Foi perante uma sala de produtores e proprietários que decorreu mais uma sessão de informação sobre as melhores práticas na gestão dos eucaliptais, agora em Alvares, no concelho de Góis.

 

Realizada em parceria com a ACF PIN – Associação para a Certificação Florestal do Pinhal Interior Norte, cuja zona de intervenção compreende uma área arborizada com eucalipto estimada em cerca de 50 mil hectares (ha), a acção de informação contou com a participação de Francisco Goes, engenheiro florestal da CELPA – Associação da Indústria Papeleira, Carla Duarte, técnica florestal da ACF PIN, Eduardo Mendes e Catarina Gonçalves, investigadores do RAIZ (Instituto de Investigação da Floresta e do Papel).

 

Nesta acção de informação, os participantes ficaram a saber quais as condições de licenciamento para a plantação de eucaliptais; que tipo de pragas atacam mais os eucaliptos e que a mobilização do solo durante  a preparação do terreno deve ser a mínima necessária, já que a conservação do solo contribui para uma maior resistência das plantações em períodos de seca prolongada ou em caso de ataques de pragas e doenças.

 

Sempre muito interventivos e com várias perguntas e observações, o público desta acção de informação era, na sua maioria, constituído por produtores e proprietários de eucaliptais, mas também por prestadores de serviços e empresas interessadas em saber como melhorar a produtividade do eucaliptal na região.

 

A acção de informação decorreu na sala dos Bombeiros Voluntários de Góis – secção de Alvares. À tarde, os participantes foram ao campo ver como funcionam na prática as medidas abordadas em sala.

 

“A forma interessada com que esta acção de informação foi recebida e o ambiente de participação e troca de experiências que se verificou foi, para todos nós, muito recompensador e faz-nos acreditar, cada vez mais, na importância e pertinência deste projecto”, afirma Francisco Goes, responsável da CELPA pelo Projecto Melhor Eucalipto.

 

“A acção de informação da passada sexta-feira superou as nossas expectativas, visto ser dia de semana e em horário laboral, o que poderia condicionar em muito a participação dos proprietários. Foi uma mais valia colocar a indústria directamente em contacto com os proprietários. O feedback da parte destes foi muito positivo”, considera Carla Duarte, representante da Comissão Técnica Florestal da ACF PIN.

 

A Associação para a Certificação Florestal do Pinhal Interior Norte (ACF PIN) tem como associados várias Organizações de Produtores Florestais da região (AFCGóis – Associação Florestal do Concelho de Góis; APFLOR – Associação dos Produtores e Proprietários Florestais do Concelho de Pedrogão Grande; APFCARGANIL – Associação dos Produtores Florestais do Concelho de Arganil; AFLOPINHAL – Associação Florestal do Pinhal; CSAF VILA NOVA CEIRA – Cooperativa Social e Agro-Florestal de Vila Nova do Ceira).

 

Actualmente, o sistema de certificação promovido pela ACF PIN conta com 21 aderentes, proprietários de 1311,69 ha de floresta. Destes, 505,01 ha são pinheiro bravo, 341,60 ha eucalipto, 13,01 ha pinheiro manso, 20,27 ha sobreiro, 4,47 de carvalhos, 8,93 ha de castanheiros e 418,4 ha de outras espécies.

 

O Projecto Melhor Eucalipto, promovido pela CELPA – Associação da Indústria Papeleira, pretende contribuir para a melhoria do conhecimento técnico dos proprietários florestais ao nível das melhores práticas aplicadas à silvicultura do eucalipto. Objectivo: um eucaliptal nacional melhor gerido e mais produtivo.

 

São várias as acções de informação inseridas no Projecto Melhor Eucalipto para Outubro e Novembro. A próxima é já no dia 22 de Outubro em Abrantes. Acompanhe o calendário em www.celpa.pt/melhoreucalipto/eventos.

 

Cofinanciado por:PDR PT2020 FEADER