Cartão de Segurança da Indústria Papeleira

Atendendo à possibilidade de se obterem sinergias decorrentes das ações de formação de saúde e segurança (SST), organizadas de forma concertada, e de ser do interesse geral garantir a qualidade dos prestadores de serviços nesta matéria, a CELPA decidiu-se pela dinamização do “cartão de segurança na indústria da pasta e papel” (CSIP).

O CSIP corresponde a um programa de formação em SST destinado a trabalhadores externos às empresas associadas da CELPA e tem como referencias fundamentais a objectividade de um programa de formação orientado para a indústria de pasta e papel.

O programa de formação CSIP tem como objectivo a apresentação dos perigos, riscos, aspectos organizacionais, temas comportamentais, medidas de proteção individual e colectiva, típicos dos ambientes e locais de trabalho nas fábricas de pasta e papel. O CSIP inclui a apresentação de aspectos práticos, garantindo os conhecimentos mínimos de SST importantes em contexto industrial (trabalhos de manutenção, projetos, paragens anuais, limpezas industriais e outros trabalhos que normalmente são executados com o envolvimento trabalhadores externos).

 

Programa de formação CSIP

  • Processos de fabrico de pasta e papel
  • Áreas processuais: Perigos, riscos, Medidas de prevenção e factores mais relevantes
  • Funções e actividades: Riscos associados e medidas de prevenção
  • Medidas de proteção: Sinalização, Proteção Coletiva, Proteção Individual
  • Máquinas e equipamentos (aspectos de segurança)
  • Riscos específicos: Eletricidade, contaminantes no ar respirável, espaços confinados, trabalhos em altura, trabalhos a alta pressão
  • Explosões, incêndios, substâncias perigosas e situações de emergência
  • Aspetos organizacionais: Limpeza de locais de trabalho, recolha de resíduos, controlo de alcoolemia, aspectos comportamentais e resolução de problemas
  • Exemplos de situações inseguras

 

Como obter o CSIP?

Para obter o CSIP, o trabalhador deverá frequentar a acção de formação básica de SST (8 horas / formando), destinada a trabalhadores que possam estar envolvidos em trabalhos na indústria de pasta e papel. Tendo frequentado a ação de formação, o trabalhador receberá um certificado demonstrativo da sua formação e um cartão de identificação, correspondente ao CSIP. A formação CSIP de um determinado trabalhador será reconhecida, para os efeitos julgados convenientes, por todas as empresas do universo CELPA, independentemente do local ou fábrica onde recebeu a formação.

 

Como é ministrada a formação CSIP?

A acção básica de formação de SST poderá ser ministrada pelos técnicos de segurança das empresas associadas da CELPA (CAP de Técnico de SST) ou por técnicos ou formadores de entidades competentes em matéria de gestão/formação de SST eventualmente contratadas pelas empresas de pasta e papel. Esta ação, certificada pela DGERT desde abril de 2017, não terá qualquer custo para as empresas aderentes, representando uma mais-valia evidente em termos de formação dos colaboradores.

 

Validade

O cartão tem a validade de 5 anos e será obrigatório para laboração em qualquer unidade fabril das empresas associadas da CELPA, a partir de 1 de janeiro de 2019, e fator preferencial na contratação de serviços desde já.

Para frequentar a ação, poderá entrar em contacto com a CELPA ou qualquer uma das fábricas associadas. Eis calendarização prevista para as próximas ações de formação por site industrial.

Para esclarecimentos adicionais, contacte a CELPA – Associação da Indústria Papeleira.

 

Calendário de formação em 2018/2019 (atualização Nov/2018):