Portucel Soporcel ganha prémio APCE

16 Julho, 2014

A iniciativa “Dá a Mão à Floresta”, do grupo Portucel Soporcel, foi novamente considerada a Melhor Campanha de Comunicação de Responsabilidade Social pela Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa (APCE).

 

Esta iniciativa, que envolve um conjunto de acções de sensibilização e educação para a protecção da floresta nacional, foi pela segunda vez consecutiva distinguida com o Grande Prémio APCE – Excelência em Comunicação (edições de 2013 e 2014).

 

A escolha do júri reconhece o empenho consistente do grupo Portucel Soporcel em promover acções únicas e diferenciadoras, de forte cariz pedagógico e ambiental, com o objectivo de sensibilizar as populações para a importância de cuidar da floresta e preservar os recursos naturais.

 

Na categoria para melhor Campanha de Comunicação de Responsabilidade Social as empresas finalistas, para além do grupo Portucel Soporcel, foram a Caixa Geral de Depósitos, com a campanha “Young Volunteam”, a EPAL, com a iniciativa “Vamos dar o litro contra a fome!” e, ainda, a Galp Energia com a “Missão UP | Unidos pelo Planeta”.

 

A melhor Campanha de Comunicação de Responsabilidade Social “Dá a Mão à Floresta” foi dinamizada pelo grupo Portucel Soporcel em Abril de 2013 no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Floresta, que se assinala a 21 de Março. Através da distribuição, às populações de seis municípios de Norte a Sul do País, de milhares de plantas de espécies florestais e ornamentais provenientes dos viveiros do grupo Portucel Soporcel, a iniciativa pretendeu reforçar o compromisso da empresa na geração de riqueza, emprego e bem-estar nas regiões onde está presente, promovendo a preservação e valorização da floresta e dos produtos de base florestal.

 

Sob o mote “365 dias a cuidar da Floresta”, a iniciativa foi desenvolvida em parceria com as autarquias locais, entre os dias 1 e 8 de Abril nos centros urbanos dos concelhos de Paredes de Coura, Aveiro, Figueira da Foz, Abrantes, Setúbal e Odemira, onde foram distribuídos vários milhares de plantas características destas regiões, entre as quais, pinheiros mansos,
eucaliptos, sobreiros, carvalhos, azinheiras, alfazemas, alecrim e medronheiros.

 

Com o objectivo de sensibilizar e educar o público mais jovem das comunidades envolvidas, foram preparadas nos diversos locais, várias actividades lúdico-pedagógicas, centradas na temática da protecção da floresta e na preservação e conservação dos recursos naturais.

 

Das várias actividades destacam-se a “Árvore dos Desejos”, onde cada criança foi convidada a escrever numa folha um desejo ou um comportamento correcto sobre o tema da protecção da floresta, e a “Dança da Floresta”, actividade em que as crianças presentes foram convidadas a aprender uma música sobre a floresta, que teriam de cantar ao mesmo tempo que desenvolviam uma pequena coreografia, apelando assim a um forte envolvimento com o tema.

 

Dando continuidade a esta acção, o Grupo comemorou também o Dia Mundial do Ambiente, celebrado a 5 de Junho, promovendo várias actividades pedagógicas na Herdade de Espirra onde o grupo Portucel Soporcel possui o seu maior viveiro, tendo reunido 200 crianças do 1o ciclo do Ensino Básico provenientes de escolas de Setúbal num dia totalmente
dedicado ao Ambiente.

 

Sobre a distinção atribuída pela APCE, Rui Pedro Batista, Director de Comunicação do grupo Portucel Soporcel afirmou que “O Grupo é um dos principais responsáveis pela valorização da floresta portuguesa, contribuindo para a dinamização da fileira florestal nacional que representa mais de 9% das exportações de bens do País. Este prémio é um reconhecimento à nossa política activa de conservação da biodiversidade que está integrada no nosso modelo de gestão florestal. Anualmente, o grupo Portucel Soporcel investe cerca de 3 milhões de euros na prevenção e apoio ao combate aos incêndios florestais e a distinção da APCE só nos motiva a fazer mais e melhor na sensibilização para a defesa de um recurso natural estratégico para o País em termos ambientais, sociais e económicos”.

 

Esta iniciativa foi lançada em 2011 – Ano Internacional das Florestas – tendo sido patenteada como uma marca registada do Grupo. Enquadrado na sua política de Responsabilidade Social, o projecto “Dá a Mão à Floresta” tem vindo a adquirir notoriedade e reconhecimento enquanto evento de referência no âmbito da sensibilização das comunidades locais para a
importância de proteger a floresta e o meio ambiente.